Os sonhos de um povo – os mitos de criação

vc-cria-seu-mundoImagem: Google search

Texto de Tiago Cordeiro
Diretamente do Super/Out/2006

 Mitos são narrativas repassadas de geração para geração e que explicam os principais acontecimentos da vida por meio do sobrenatural. Mais do que isso, são histórias que, em conjunto, explicam e justificam a existência humana. “O mito é a primeira tentativa tateante de explicar como as coisas acontecem, o ancestral da ciência”, diz o pesquisador J. F. Bierlein em seu livro Mitos Paralelos. “Também é a tentativa de explicar por que as coisas acontecem, a esfera da religião e da filosofia. É uma história da pré-história, nos dizendo o que teria acontecido antes da história escrita. É a forma mais antiga de literatura, freqüentemente uma literatura oral. O mito dizia aos povos antigos quem eles eram e qual era a maneira correta de viver. O mito era, e é ainda, a base da moralidade, dos governos e da identidade nacional.” Os mitos são, portanto, a base da cultura e a ferramenta mais importante de coesão social, já que estabelece relações de poder e detalha códigos de conduta ética.

Nas sociedades tradicionais, em que Estado e religião não se diferenciavam, a mitologia sustentava a religião, que, por sua vez, reforçava as histórias contadas pelos mitos. “Mitologia não é sinônimo de religião, mas, com o passar do tempo, as duas ficaram interligadas”, diz André Chevitarese, professor do Departamento de História da Universidade Federal do Rio de Janeiro. “Só depois do iluminismo, quando Estado e Igreja se separaram, é que os mitos do Ocidente se desvincularam da religiosidade.” Mas os mitos existem, em qualquer sociedade, de qualquer tempo. “Hoje também temos mitos. Nunca deparei com nenhuma cultura que não tivesse os seus”, afirma o professor.

Sino-japonesa

Como surgiu o mundo – Para os chineses, o Caos inicial era como um ovo, que se rompeu para formar o Yin e o Yang, as essências masculina e feminina. Do ovo surgiu Pangu, o gigante cujo corpo morto deu origem às montanhas, aos rios e ao Sol.

Como foi criado o homem – Na mitologia japonesa, três espíritos criaram o mundo e vários deuses, entre eles o casal Izanagi e Izanami. A mulher, Izanami, criou os seres mortais ao estrangular mil humanos por dia. Em resposta, o marido passou a provocar mil nascimentos diários.

E depois da morte? – Os chineses acreditam em um paraíso, Penglai, uma ilha mítica localizada no mar da China. Os japoneses têm Yomi, a terra escura dos mortos. Quem vai para lá perde a memória e, por isso, não consegue voltar.

Os principais deuses – A mitologia japonesa menciona Izanami, Izanagi e Amaterasu Omikami, deusa do Sol e ancestral do imperador. Os chineses têm o Imperador de Jade, líder supremo, e Xi Wangmu, que conhece o segredo da vida eterna.

Os principais heróis – Os chineses têm 8 líderes políticos legendários, descendentes de Nüwa, o ser que criou a humanidade. Entre os japoneses, os imperadores tinham, até a Segunda Guerra, status de deuses. Sua linhagem começou com Jimmu, no ano 660 a.C.

Hindu

Como surgiu o mundo – No início só existia Brahman, a grande individualidade. Por se sentir solitário, ele tomou a forma de Brahma, o deus criador. Os pensamentos surgidos durante a meditação criaram todos os seres, das plantas aos ogros.

Como foi criado o homem – Como não queria que os seres ficassem sozinhos, Brahma fez corpos diferentes, que se encaixam como duas metades de um marisco. Assim surgiram homens e mulheres, cujo amor passou a ser regido pelo deus Kamadeva.

E depois da morte? – Assim como o próprio universo é criado e recriado ciclicamente a cada 4 mil anos, os seres não deixam de existir ao morrer, mas transformam-se e passam por várias encarnações e reencarnações.

Os principais deuses – Brahma (o Criador), Vishny (o Preservador) e Shiva (o Destruidor) formam a trindade divina, que é acompanhada por Sarasvati, Lakshmi e Mahadevi. O deus Ganesha, que tem cabeça de elefante, é filho de Shiva e Mahadevi.

Os principais heróis – Bhagavan Sri Krishna é a encarnação divina em corpo humano. Depois de passar a infância no campo, ele se tornou um guerreiro heróico. O livro Bhagavad Gita reúne os conselhos dados por Krishna a Arjuna, seu primo e amigo.

Iorubá

Como surgiu o mundo – O universo era um pântano disforme sobre o qual vivia Olorum, o Deus supremo. Até que Olorum ordenou que Oxalá criasse um mundo. Oxalá organizou o caos usando uma concha com terra mágica, um pombo e uma galinha de cinco garras.

Como foi criado o homem – As pessoas são feitas por Oxalá, mas quem lhes dá a alma é Olorum. Foram criados dois homens e uma mulher. Um dos homens esculpiu uma companheira em madeira, e ela ganhou vida. A humanidade descende destes dois casais.

E depois da morte? – A comunicação entre os mortais e os orixás é possível já em vida, e é comum que as entidades sejam incorporadas temporariamente nos humanos. Após a morte, o orixá pessoal, que regia a pessoa em vida, retorna ao orixá geral.

Os principais deuses – Só existe um deus, Olorum, mas ele comanda os orixás: Exu, mensageiro dos oráculos, Ogum, responsável pela tecnologia e pela guerra, Oxóssi, da caça e da fartura, Iansã, dos ventos e relâmpagos.

Os principais heróis – Xangô foi o rei da cidade-estado de Oyó, posto que alcançou depois de destronar seu meio-irmão Dada-Ajaká. Depois de sua morte, ele foi deificado e considerado um orixá poderoso, um juiz severo que pune usando raios e trovões.

Egípcia

Como surgiu o mundo – Rá, o deus do Sol, surgiu de um Abismo das Águas para criar o mundo. No início, Rá soprou o primeiro ar (o deus Shu, força vital do universo), depois cuspiu a umidade (a deusa Tefnut, que organiza o mundo).

Como foi criado o homem – Rá fez surgir um olho, a deusa Hathor. Começou a chorar, e de suas lágrimas surgiram os seres humanos. Quando a humanidade se tornou perversa, Rá enviou Hathor para puni-la. Os sobreviventes repovoaram a terra.

E depois da morte? – Desde que foi morto por Set, Osíris governa o reino dos mortos. Ele dividiu o ser humano entre o corpo, o espírito ka e o espírito ba. Ao morrer, o corpo mumificado preserva o espírito ka, enquanto o ba é julgado por três deuses.

Os principais deuses – Rá e seus dois filhos, Shu e Tefnut, que por sua vez tiveram um casal de filhos, Geb e Nut. Nut deu à luz a Osíris, Ísis, Set e Néftis. Osíris e Ísis são pais de Hórus, o patrono do faraó reinante.

Os principais heróis – Hórus dominou o Egito até transmitir o poder a Menés, o primeiro faraó. Todos os seus descendentes têm caráter divino e, por isso, são considerados administradores, chefes do exército e sacerdotes supremos.

Nórdica

Como surgiu o mundo – Só havia neblina e 12 rios, até que uma chuva criou o gigante de gelo Ymir, que desenterrou o primeiro deus, pai de Odin, Vili e Ve. Os três construíram o mundo com o corpo de Ymir. No fim dos tempos, Odin será derrotado e a ordem deixará de reinar.

Como foi criado o homem – Ao completar a formação do universo, o deus Glooskap criou os seres humanos a partir do tronco de um freixo, e os elfos da casca dessa mesma árvore. Ele também desenvolveu seres menores, como as fadas e os anões.

E depois da morte? – Enquanto estão vivos, os homens habitam a Terra Média, enquanto os deuses ficam em Asgard. Os mortos vão para o Mundo Inferior, guardada por Hel, irmã de Odin. As expressões hölle (alemão) e hell (inglês) para inferno são derivadas dessa deusa.

Os principais deuses – Odin, o rei dos deuses; Frei, responsável pela agricultura, pelo comércio e pela paz; Freija, deusa da beleza e do amor; Tir, deus da guerra; e Loki, fonte de enganos e sofrimentos para os deuses.

Os principais heróis – Filho do guerreiro Siegmund, morto em batalha, Siegfried foi criado por um anão, até crescer e tornar-se um guerreiro forte o suficiente para recuperar o anel que dá ao proprietário o domínio sobre o universo.

Judaica

Como surgiu o mundo – No primeiro dia, Deus criou os céus e a terra, o dia e a noite. No segundo, os anjos. No terceiro, as plantas. No quarto, o Gan Eden, ou Paraíso. No quinto, as criaturas do mar. No sexto, o homem. No sétimo, descansou.

Como foi criado o homem – Deus moldou o homem com barro dos quatro cantos da terra. Depois criou uma fêmea, Lillith, que foi mandada ao inferno porque não aceitava se submeter ao homem. Então Deus criou Eva, com quem Adão fundou a humanidade.

E depois da morte? – A alma pode se encaminhar para o Gehinom, ou o Purgatório, para o Gan Eden, de onde Adão e Eva foram expulsos. Também pode ser levada ao Sheol, um lugar de desolação, silêncio e purificação.

Os principais deuses – Só existe um Deus, desde sempre onisciente e onipresente. O anjo Samael ficou inconformado quando viu que o homem também tinha uma alma. Acabou arremessado para o inferno, onde desafia o Criador.

Os principais heróis – São homens com quem Deus se comunica para orientar na liderança do povo. O primeiro foi Abraão, o patriarca do povo judeu. Depois veio Moisés, o principal legislador, que conduziu os hebreus pelo deserto até o limiar da Terra Prometida.

Greco-romana

Como surgiu o mundo – No princípio havia escuridão e Caos. Dali surgiu Eurínome, que foi fecundada pela serpente gigante Ofíon. Dessa relação surgiu um pássaro, que deu à luz um ovo que, ao ser partido, originou todos os demais seres.

Como foi criado o homem – Criada por Prometeu a partir do barro, a humanidade teve 5 idades. Na primeira, os homens conversavam diretamente com os deuses. Na atual, a idade de ferro, as pessoas são materialistas e arrogantes.

E depois da morte? – A alma deixa o corpo e viaja até o Mundo Inferior. Para isso, precisa pagar o barqueiro Caronte para atravessar o rio Estige. Terminando a viagem, é julgado por um dos três juízes dos mortos, Radamento, Minos e Éaco.

Os principais deuses – Os 12 deuses olímpicos são (com o nome grego e seu correspondente romano): Zeus/Júpiter, Hera/Juno, Afrodite/Vênus, Hermes/Mercúrio, Apolo/Apolo, Ártemis/Diana, Ares/Marte, Héstia/Vesta, Posêidon/Netuno, Hades/Plutão, Atena/Minerva, Hefesto/Vulcano.

Os principais heróis – Surgiram na 3ª idade da humanidade, pela fecundação de deuses em mães mortais. Foi a era de Hércules, que separou a Espanha da África ao criar o estreito de Gibraltar, e Teseu, que venceu o Minotauro.

Persa

Como surgiu o mundo – Ormazd, fonte eterna do Bem, lançou sua luz no abismo que o separava de Ahriman, criador do sofrimento e da morte. Ahriman rebelou-se, mas foi calado durante 3 mil anos, durante os quais Ormazd completou a criação.

Como foi criado o homem – As últimas criações de Ormazd foram o primeiro homem, Gayomart, e seu boi. Do esperma de Gayomart surgiu uma árvore de onde vieram Mashya e sua esposa Mashyane, os pais das dez raças da humanidade.

E depois da morte? – A alma paira sobre o corpo por 3 noites, e depois de avaliada por 3 juízes pode ir ao paraíso, o Hamestagen (purgatório) ou o inferno. No fim dos tempos, todos ressuscitarão para o julgamento final.

Os principais deuses – Os assistentes de Ormazd são Vohu Mana (A Boa Mente), Asha (Verdade), Sraosha (Obediência), Armaiti (Devoção), Haurvetat (Integridade) e Ameritat (Imortalidade). Entre os servos de Ahriman está o demônio feminino Johi.

Os principais heróis – Antes do fim dos tempos, Ahriman dominará a terra por 3 vezes. Na primeira, será derrotado por Anshedar. Mil anos depois, será vencido por Aushedarmah. Depois de mais mil anos, chegará o salvador definitivo, Saoshyant.

Maia/asteca

Como surgiu o mundo – Os maias consideravam que o mundo é formado pela organização dos 4 pontos cardeais, e uma 5ª direção, que aponta para o centro. Para os astecas, o mundo foi criado pelos gêmeos Tezcatlipoca e Quetzalcoatl.

Como foi criado o homem – Para os astecas, o mundo era escuro até que surgiu o primeiro sol. Por quatro períodos, os homens desagradaram aos deuses e foram mortos. O Sol atual, o quinto, é marcado por um equilíbrio que precisa ser mantido.

E depois da morte? – Os maias acreditavam que o submundo é composto por 9 infernos superpostos. O mais baixo e mais horrível deles é Metnal, para onde vai quem merece as punições mais graves. Este mundo é regido pelo demônio Ah Puch.

Os principais deuses – Os maias têm 13 deuses dos céus e 9 do mundo inferior. O maior dos deuses astecas é Onteotl, que lidera um panteão formado por Tlaloc, deus da chuva, Xochipilli, das flores, Huitzipochtli, da guerra, e Tlatzoteotl, do desejo sexual.
Os principais heróis – Entre os maias, os irmãos gêmeos Hunahpu e Ixbalanque são heróis capazes de lutar contra os senhores de Xibalba, que habitam o mundo inferior. Os dois morrem, mas renascem ciclicamente, no ritmo das plantações.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Os sonhos de um povo – os mitos de criação

  1. Curioso Realista janeiro 23, 2013 às 9:05 pm Reply

    Os nórdicos são sempre mais legais. 😛

  2. norma7 janeiro 31, 2013 às 11:42 am Reply

    Ficou muito bom como resumo. Obrigada.

  3. Ana Paula março 19, 2013 às 11:20 pm Reply

    muito bom!

  4. beatriz soraia junho 1, 2015 às 1:00 am Reply

    obrigado achei oque eu queria trabalho de escola né entao agente fica que fica precurando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: