O que acontece com nosso cérebro quando aprendemos algo?

connectomeImagem: Conexões cerebrais captadas por neuroimagem

Calma, não é tão difícil assim.

Diz o ditado que “a prática leva à perfeição”, e isso não deixa de ser verdade. Para realizar qualquer tarefa ativamos várias regiões do cérebro, não é novidade. Ao aprender qualquer atividade, no começo as coisas são difíceis: a gente não sabe como fazer. Conforme fazemos, as coisas vão se tornando mais fáceis, até se tornar quase natural.

neurnio

Mas por que isso acontece?

Acontece porque o cérebro otimiza esse conjunto de atividades através de um processo chamado mielinização. Por isso “a prátiva leva à perfeição”. Por isso as coisas se tornam mais fáceis conforme as fazemos repetidamente.

A mielina cobre boa parte dos neurônios e aumenta significativamente a velocidade e a intensidade da transmissão de impulsos elétricos entre eles. Esse processo ocorre naturalmente, principalmente na infância e adolescência. Nessa época o cérebro tem mais facilidade de formar novas ligações.

imgimg_2

De acordo com o modelo mais aceito na neurociência, a mielinização ocorre graças a dois tipos distintos de células: o astrócito e o oligodendrócito. A primeira recebe os estímulos elétricos, liberando substâncias químicas que estimulam a segunda a produzir mielina. Interessante, não? Pois é. Quando praticamos, acionamos um padrão de sinal elétrico ao longo dos nossos neurônios. Com o passar do tempo, isso ativa a dupla de células gliais que mielinizam os axônios, aumentando a força e a velocidade do sinal.

06_68_a

Um exemplo do poder da mielina se dá no caso de doenças neurodegenerativas, onde o processo de desmielinização pode levar a perda de coordenação motora, visão turva, fadiga, fraqueza e incontinência.

Quer saber mais sobre a mielina? O LifeHacker ajuda a explicar.

Anúncios

2 pensamentos sobre “O que acontece com nosso cérebro quando aprendemos algo?

  1. […] existe todo um processo que acontece com nosso cérebro quando aprendemos algo (clique para ler), que não pode ser desconsiderado. Então se você quer realmente APRENDER algo, pense muito a […]

  2. Rafa Burtet novembro 28, 2015 às 12:42 pm Reply

    Adicionando nas aulas de fisiologia em 3…2…1…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: