Tempo, tempo, mano velho…

salvador_dali

Imagem: Salvador Dalí

O tempo é um tema de estudo recorrente neste blog. Hoje, navegando no Fu2re (um blog que indico imensamente), encontrei o ótimo texto que replico aqui. Todos os créditos de autoria são para o Marcellus, dono do blog citado acima.

Percepção do tempo

Tempo, ah o tempo. Como está o tempo hoje? O que é tempo? Quanto tempo nós temos? Já falei disso antes, Tempo. O tempo de cada um, mas e o tempo que cada um percebe? A percepção do tempo varia de espécie para espécie, entre crianças e velhos e até mesmo de indivíduo para indivíduo. Porquê?

Nossa percepção de tempo não é um sentido tão exato quanto o olfato, a visão ou a audição. A prova são aqueles dias que parecem durar uma eternidade, e em outros momentos pareceu passar tão rápido. Acontece que nosso cérebro recebe todas a informação transmitida por nossos sentidos e as organiza da maneira que ele acha mais conveniente, um jeito que faz sentido pra nós, antes mesmo que a gente repare nas informações recebidas por esses sentidos. O mundo que percebemos é fruto de como nossos sentidos interpretam esse mundo. Quando a informação recebida e processada é familiar ao cérebro, ela é feita muito rapidamente. Informações e estímulos novos, no entanto, demoram mais, e geram a sensação de tempo alongado. Quando recebemos um fluxo muito grande de informações novas, o cérebro demora um tempo para para processá-las. Quando mais tempo ele demorar, mais longo o tempo nos parecerá. E é por isso que meses preenchidos com rotina parecem passar voando, enquanto momentos de stress ou de emoção intensa, na sua memória, tem ares de terem durado minutos, quando não passaram de milésimos de segundos.

Isso explica, inclusive, aquela sensação de que a vida passa mais rápido depois que envelhecemos. É porque, ao crescer, percebemos um mundo novo quase o tempo todo, e isso garante a sensação de que o tempo passou mais devagar.

Tudo isso faz parte de um estudo desenvolvido por pesquisadores da Trinity College Dublin, Universidade de Edinburgh e Universidade de St. Andrews que explica porque vários animais têm percepções diferentes do tempo. E sugere que em geral, quanto menor o animal, mais devagar o tempo passa. No caso dos animais o fluxo de informações recebidas é muito maior que a nossa por isso temos tanta dificuldade em matar uma simples mosca: o tempo passa mais devagar para elas.

A mosca consegue processar a informação seis vezes mais rápido que nós, e um cão cerca de duas vezes mais, por isso eles veem a TV como flashes e não como percebemos. Isso também está ligado a capacidade de reação, uma tartaruga recebe muito menos informações por isso o tempo passa mais rápido.

Indo para o lado ficcional, o Flash teria que dificuldade de correr tão rápido, pois o cérebro não iria conseguir processar tão rápido as informações. Isso acontece na vida real, como o estudo mencionou, existe uma diferença considerável entre espécies grandes e pequenas. Animais menores do que nós veem o mundo em câmera lenta. Mas no caso do besouro-tigre, ele transmite muito pouca informação, e correr mais rápido do que seus olhos podem perceber. Por isso fazem atacam com paradas para encontrar suas presas, vindo na direção deles, na esperança de que vão bater em alguma coisa. O Flash teria esse problema.

Então o tempo é relativo para cada um e se uma mosca que vive apenas 24 horas terá uma percepção que essas 24 horas duraram muito mais tempo, daí vem o tracadilho infame em inglês sobre o assunto: Time doesn’t fly… If you’re a fly (Tradução livre – O tempo não voa… Se você for uma mosca).

Referencia: Flies live in Matrix time: How the insect sees rolled up newspaper moving in slow motion and buzzes away from danger quickly do DailyMail, em Mail Online.
Anúncios

Um pensamento sobre “Tempo, tempo, mano velho…

  1. Marcellus junho 3, 2014 às 1:07 pm Reply

    Obrigado pela divulgação “e pelos peixes”, Lisiane. Parabéns pelo blog, gostei muito dos seus gostos. Não esqueça, nunca, da toalha.

    Vida longa e próspera.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: