Quer votar bem? Você precisa mais do que só informação: você precisa aprender a pensar

Imagem: Google

Imagem: Google

Texto de Jason Brennan


Temos que processar a informação em uma mente aberta e de uma maneira consistente ou não fará bem algum, e na maioria das vezes somos muito ruins fazendo isso.

Imagine dois médicos que querem curar pacientes doentes. O primeiro, Quinton, não segue evidência científica, ele segue seu coração. Quando ele formulou suas crenças em medicina, ele simplesmente acreditou no que ele sentia ser o certo. A segunda, Edna, tem um entendimento científico, ela não só seguiu seu coração; ela baseia suas crenças na melhor evidência disponível. Qual médico você quer que te ajude – Quinton ou Edna?

Eu aposto que você escolheu Edna. As intenções de Quinton são boas, mas ele não está ajudando ninguém. Mas infelizmente, como eleitores, existe uma razão para pensarmos mais como Quinton do que Edna. Pesquisas mostram que a maioria dos eleitores sofre de vieses cognitivos, não obstante seu viés político.

Um viés cognitivo é um padrão sistemático de desvio de um pensamento racional. Para a maioria dos eleitores, não importa ler as notícias ou estudos sobre as plataformas dos seus candidatos. Seus votos refletem apenas seu viés, e para votar bem, precisamos superar nossos vieses.

Então quais são os piores tipos de vieses?

658480923_13840980512

Irei nomear quatro dos mais importantes.

1 – Viés do Otimismo. Significa que sistematicamente superestimamos a probabilidade das nossas decisões produzirem bons resultados e subestimamos a probabilidade das coisas darem errado. Ignoramos a possibilidade de consequências imprevistas.

2 – Viés de Confirmação. É a tendência para procurar e aceitar qualquer nova evidência que favorece nossas opiniões pré-existentes e ignoramos, rejeitamos ou suspeitamos daquelas que mexem com os alicerces das nossas opiniões formadas.

3 – Viés No-Grupo. Significa tender a tratar desavenças políticas como batalhas entre grupos rivais. Esse viés nos faz acreditar que qualquer coisa que nosso grupo faz, não importa o quanto ruim, é boa só porque é nosso grupo que faz. E ficamos enviesados a acreditar que o outro grupo é mau, não importa o que eles fizerem. Perdoamos facilmente nosso lado e estamos dispostos a condenar rapidamente o outro lado.

4 – Viés da Ação. Significa que sentimos que é sempre melhor fazer alguma coisa, ao invés de não fazer nada. Algumas vezes a melhor resposta é sentar e esperar até que saibamos mais sobre o assunto, porque talvez o que queiramos fazer só crie mais problemas ainda.

Esses são os quatro vieses que aparecem naturalmente na maioria das pessoas. Se formos honestos com nós mesmos, provavelmente reconheceremos um ou mais vieses nos nossos comportamentos e decisões passadas. Então, como podemos evitar esses vieses quando votamos?

1268098_572482546146289_1376537313_o

Bem, existem alguns passos que todo eleitor deveria considerar.

1 -NÃO SE ROTULE
Uma vez que você se identifica com um grupo, você será compelido a mostrar fidelidade ao grupo, mesmo quando você deveria se manter cético. Continue independente.

2 – ESCUTE O OUTRO LADO E DESAFIE SEUS PRÓPRIOS PONTOS DE VISTA
Encontre e leia a melhor crítica do seu atual ponto de vista e leia a melhor defesa das outras posições. Dê uma pausa para ler as críticas que apoiam seu ponto de vista

3 – PARE E PENSE
Seus problemas podem ser urgentes, é precisamente por isso que devemos evitar a pressa nas decisões e as falsas soluções. Leve um tempo para deixar suas emoções em ordem, e seja cuidadoso ao analisar problemas antes de ter uma opinião.

4 – EVITE JORNAIS E FOQUE NAS CIÊNCIAS SOCIAIS
Notícias de jornais são quase sempre barulho. Notícia sensacionalista é o que vende, e são frequentemente enganadoras.Se você quer ser um bom eleitor, invista em aprender o básico da economia, sociologia e ciência política.

5 – ASSUMA QUE AS COISAS SEMPRE IRÃO SER PIORES QUE O ESPERADO
O que quer que o seu lado propõe fazer, pegue a melhor estimativa dos benefícios e as corte pela metade. Pegue sua melhor estimativa de custos e a dobre. Se ainda assim não vale a pena fazer, então não vote para fazerem.

Lembre-se, você não faz favor a ninguém votando irresponsavelmente. A maioria de nós pode votar bem mas, como qualquer outra coisa, fazer algo bem feito é trabalhoso.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: