O que queremos dizer quando utilizamos os termos “vulnerabilidade social” e “risco social”?

Imagem: Google imagens

Imagem: Google imagens

Nos discursos políticos, nas notícias de portais conhecidos ou nos comentários populares: é muito comum nos depararmos com as expressões “vulnerabilidade social” e “risco social“, mas nem sempre elas estão acompanhadas de uma utilização correta. Tendo observado estes equívocos, resolvi fazer esse post, ainda que breve, para elucidar ambos os termos.

Os conceitos atuais de ambos os termos foram cunhados pela NOB SUAS (Norma Operacional Básica do Sistema Único de Assistência Social) de 2010 e são diferentes um do outro. Quando falamos em vulnerabilidade social, estamos nos referindo a situações que podem levar à exclusão de um grupo ou de um sujeito (por isso o termo empregado é “pessoa em situação de vulnerabilidade social” ou “grupo em situação de vulnerabilidade social”) que, por algum motivo, são os mais atingidos pelos efeitos das desigualdades sócioeconômicas e pela precariedade das políticas públicas. A vulnerabilidade, cabe salientar, não é apenas financeira. Ela envolve relação entre direitos existentes, o acesso a esses direitos e até mesmo as políticas públicas. Assim, ela também está ligada ao modo como um sujeito ou um grupo exercita e acessa sua cidadania.

Risco social é diferente de vulnerabilidade social. O termo risco social é utilizado quando tende a indicar algum tipo de perigo, demandando algum tipo de medidas – e independe de condição social (ou seja, está “além” da vulnerabilidade). Está ligado à probabilidade de determinado evento acontecer e, a partir disto, tentar minimizar seus efeitos. Situações de risco são, por exemplo, violações de direitos (violência intrafamiliar, violência doméstica, violência sexual, negligência, trabalho infantil, discriminação de gênero, entre outros) ou fragilização/rompimento de vínculos familiares e comunitário (pessoas em situação de rua, crianças e adolescentes sob medida protetiva ou privação de liberdade, idosos em situação de acolhimento).

Resumidamente, vulnerabilidade social é aquilo que torna um grupo ou um sujeito mais vulnerável às desigualdades socioeconômicas e ao precário acesso a direitos (civis, políticos ou sociais). Risco social é quando já houve violação de direitos ou quando há risco bastante provável destes direitos serem violados. Deu pra entender?

5 pensamentos sobre “O que queremos dizer quando utilizamos os termos “vulnerabilidade social” e “risco social”?

  1. lais julho 28, 2015 às 9:22 pm Reply

    Gostei muito interessante.

  2. Adriana Novato julho 29, 2015 às 1:56 am Reply

    Muito bom esse material.

  3. Cristiane julho 29, 2015 às 10:54 am Reply

    Bastante esclarecido. Adorei!

  4. luciana julho 29, 2015 às 1:56 pm Reply

    ótima explicação, clara e objetiva.

  5. maria amélia meireles quadro julho 29, 2015 às 2:45 pm Reply

    É isso mesmo Fran.bem definido.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: